alextron brasil servicos

ALEXTRON BRASIL SERVIÇOS

ENTRE EM NOSSA LOJA

twitterfacebookyoutube

callwhatsapp

" itemprop="description"/>

BLOG Alextron Brasil Serviços - Host

por Alexandre Abreu (Alextron Brasil)

https://alextron.com.br/lojavirtual/compra.php?codigo=123&Enviar=Ver+detalhes+prod.+123

Painel próprio, 1 site, 512 MB RAM, 1 GHZ processador, 15 GB disco SSD, R$17,00 mensais. Recursos isolados e garantidos, acesso Não Root, SSH e FTP, porta 22, SSL. Emails e banco de dados Mysql ilimitados. PHP 5.6 ou PHP 7.4 à escolha. Vários aplicativos instaláveis com 1 clique : Wordpress, Joomla, Drupal, Magento e muitos outros. Hospedagem de primeira, com backup dia sim, dia não.

https://alextron.com.br/lojavirtual/compra.php?codigo=123&Enviar=Ver+detalhes+prod.+123

enter image description here

20 dicas e truques úteis do .htaccess

O .htaccess é, basicamente, um arquivo de configuração utilizado em servidores web, como o Apache, por exemplo (seu nome vem de “hypertext access“). O arquivo funciona a nível de diretórios e permite que administradores gerenciem e manipulem configurações e acessos de forma descentralizada.

Inserido em modo oculto (com a devida adição do “.” à frente do nome) nos diretórios (como por exemplo a pasta raiz “public_html” de cada website), o .htaccess força o servidor a interpretar suas instruções prioritariamente, desconsiderando, portanto, nestes casos, quaisquer configurações globais.

As configurações presentes no arquivo, vale lembrar, são aplicadas ao diretório no qual ele se encontra e também a todos os seus subdiretórios, caso existam. Vale também lembrar que a presença de um outro .htaccess em um subdiretório anula a ação do que se encontra um nível acima. Ou seja, o .htaccess do subdiretório passa a valer para o mesmo e também para todas as suas subpastas. E assim por diante. É sempre bom ficarmos atentos a estes detalhes.

Usando arquivos .htaccess, podemos, por exemplo, proteger diretórios com senhas, prevenir hotlinks(utilização de imagens hospedadas no seu servidor em outros locais, indevidamente e gastando a sua banda), configurar URLs amigáveis, etc. Trata-se de um arquivo bastante útil, e neste artigo vamos dar a você uma série de exemplos de utilização. 20 exemplos, para ser mais preciso.

continua ...

https://www.mundodigital.art.br/20-dicas-e-truques-uteis-do-htaccess/

Data e Hora

date – Exibe e edita a data e a hora atuais do sistema.
    ”date” para exibir a data e hora atual.
    ”sudo date 032914502007” para alterar a data e hora para 14:50 h de 29/03/2007.
cal – Exibe um simples calendário.
hwclock – Consulta ou define o relógio do hardware (Hardware Clock).
    “sudo hwclock -s” para atribuir ao sistema a data e hora do hardware (BIOS).
    “sudo hwclock –set –date=032914502007” para definir a data e hora do hardware como 14:50 h de 29/03/2007.

Informações do Sistema (Hardware e Processos)

df – Mostra o espaço em disco do sistema de arquivos usado por todas as partições. “df -h” é provavelmente o mais útil – usa megabytes (M) e gigabytes (G) em vez de blocos para relatar o tamanhos. (-h significa “human-readable”).
du – Exibe o tamanho de arquivos e/ou diretórios. Se nenhum arquivo ou diretório for passado como argumento, será assumido o diretório atual. O uso da opção du -h tornará a apresentação mais simples de ser interpretada.
    Para verificar o tamanho dos subdiretórios ao invés dos arquivos, utilize o comando abaixo.“du -k -h –max-depth=1”
free – Este comando exibe a quantidade de memória livre e usada no sistema. “free -m” fornece a informação usando megabytes, que é provavelmente mais útil para computadores atuais.
arch – Exibe a arquitetura do computador. Equivale ao comando ”uname -m”.
lsdev – Lista o hardware instalado no computador, especificando os endereços de E/S (Entrada/Saída), IRQ e canais DMA que cada dispositivo esta utilizando.
lspci – Exibe informações sobre os barramentos PCI do computador e sobre os dispositivos a ele conectados.
lsusb – Lista informações sobre os barramentos USB do computador e sobre os dispositivos a eles conectados.
uname – Este comando exibe várias informações sobre o sistema, incluindo o nome da maquina, nome e versão do Kernel e alguns outros detalhes. É muito útil para verificar qual é o Kernel usado por você.
    ”uname -a” para exibir todas as informações.
    ”uname -m” para exibir a arquitetura da maquina. (Equivale ao ”arch”).
    ”uname -r” para exibir o release do sistema operacional.
lsb_release – Este comando fornece informações básicas do sistema operacional (LSB – Linux Standard Base) e sua distribuição.
    ”lsb_release -a” para exibir as informações completas do sistema conforme abaixo exemplificado.

Vídeo tutorial da VLOG de TI

Como acessar o Linux usando PuTTy (SSH)

Neste caso servidor Ubuntu